Periodontia

PERIODONTIA

A Periodontia é uma especialidade odontológica responsável pela prevenção e tratamento das doenças que acometem os tecidos de sustentação e proteção dos dentes (tratamento da gengiva e do osso).

O tártaro é uma formação do depósito de placas bacterianas que reagem quimicamente periodontiacom fosfato de cálcio da saliva, originando uma camada endurecida sobre os dentes. Deve ser removida pelo dentista e pode ser prevenido pela escovação e uso do fio dental.

Utilizamos modernas técnicas de anestesia eletrônica sem dor!

A periodontite é a inflamação que atinge os tecidos periodontais, provocando a destruição desses, e do osso alveolar, responsável pela fixação do dente. Com sua evolução há o amolecimento do dente devido a perda óssea e ocasionando a perda do dente, (provocada pela presença do tártaro).

A gengivite é uma inflamação dos tecidos gengivais que circundam o dente. Geralmente é precedida pela placa bacteriana no sulco gengival.

A falta de higienização adequada também pode comprometer a saúde da gengiva. Um dos primeiros sintomas de que ela está com algum problema é a presença de inchaços, cor avermelhada e sangramento durante a escovação. Esses são sinais de gengivite, ou seja, inflamação nessa região. “A gengiva é tão importante quanto o dente; para mantê-la saudável é fundamental, após a escovação, passar o fio dental corretamente entre as curvas dos dentes.”

Agende sua consulta: 3015-0841

Se a gengivite não for tratada, a infecção pode se “espalhar” e comprometer a estrutura que sustenta os dentes, a gengiva começa a se soltar e a se retrair dos dentes (esta fase é chamada de periodontite). Isto permite que a placa bacteriana se mova em direção às raízes, às fibras de sustentação e ao osso. Para evitar maiores problemas no futuro, além da higiene bucal, o ideal é visitar o dentista de 6 em 6 meses.

As Doenças Periodontais são diagnosticadas pelo cirurgião-dentista.

A placa bacteriana, com o tempo, poderá se mineralizar formando o tártaro ou cálculo gengival. Juntos, a placa e o tártaro deslocam as gengivas através da destruição das fibras que prendem o dente à gengiva. Se essa alteração não for tratada, a estrutura óssea que sustenta o dente poderá se comprometer e, a longo prazo, poderá ocorrer a perda do elemento dental. Esse abalo na estrutura óssea é denominado Periodontite (doença periodontal).

O que é doença periodontal?

É uma infecção, causada por bactérias, que afeta os tecidos que rodeiam os dentes; caracteriza-se pela formação de um espaço indesejável entre a gengiva e o dente, chamado de bolsa periodontal, a qual favorece o acúmulo de resíduos alimentares e bactérias. A doença periodontal é a principal causadora da perda de dentes em adultos.Como posso saber se já tenho doença periodontal?

O sinal mais característico é o sangramento, mas devemos estar atentos também para: alterações na posição dos dentes, mobilidade, retrações gengivais, retenções de alimento, inchaço etc.

Ao perceber sangramento durante o uso do fio dental, devo suspender esse procedimento de limpeza?

Não, desde que esteja passando o fio corretamente. 0 sangramento denota a presença de bactérias nessa região e, dessa forma, é conveniente continuar com o uso do fio na tentativa de removê-las.

Qual a causa da doença periodontal?

A placa bacteriana aderida ao dente é a única causa, porém algumas alterações na gengiva podem estar associadas a causas hormonais, uso de alguns medicamentos, queda de resistência etc.

Existem medicamentos indicados para o tratamento?

Não é possível o tratamento desta doença somente com medicamentos, sejam estes locais ou sistêmicos. A placa bacteriana aderida ao dente tem que ser removida mecanicamente.

Como o tratamento de periodontia é realizado pelo cirurgião-dentista?

É feito com a remoção da placa bacteriana aderida através de raspagem e alisamento das raízes dos dentes. Quando os instrumentos de raspagem não atingem toda área da raiz comprometida, as cirurgias são indicadas; para facilitar o acesso.

Uma vez tratada a doença, os tecidos recuperam-se integralmente?

Não, sempre ficam seqüelas, com exceção das gengivites. A doença periodontal deixa como seqüelas alterações estéticas como: deslocamento na posição do dente, retração gengival com conseqüente aumento no comprimento do dente etc. Existem procedimentos cirúrgicos e protéticos que podem miminizar esses defeitos.

De quando em quando se fazem os retornos para a manutenção após o tratamento?

As visitas para manutenção devem assegurar a estabilidade da condição de saúde alcançada com o tratamento e, assim, evitar tanto a o progressão da doença como a sua recidiva. Nos casos mais avançados, recomenda-se uma periodicidade de 3/3 meses e de 4/6 meses para a maioria das pessoas.

É possível prevenir esta doença?

A sua prevenção pode ser feita unicamente removendo a placa bacteriana através de limpeza bucal doméstica com fio dental e escova, mais limpezas periódicas feitas pelo dentista.

Qual é a relação entre Doenças Periodontais e Doenças Sistêmicas?

Pesquisas mostram uma inter-relação entre doenças periodontais e problemas sistêmicos, tais como problemas respiratórios, osteoporose e nascimentos de crianças prematuras e com baixo peso. Também é encontrado na literatura que pessoas com doenças periodontais são duas vezes mais susceptíveis a sofrer doenças cardíacas.

As Doenças Periodontais atingem 75% da população maior de 25 anos de idade.

Fique atento a alguns sinais das Doenças Periodontais:

  • Sangramento gengival;
  • Mau hálito persistente (halitose);
  • Gengivas vermelhas, inchadas e sensíveis;
  • Gengivas que se afastam dos dentes (retração).
  • Pus entre a gengiva e o dente;
  • Alteração no formato gengival;
  • Freqüentemente indolor (assintomático);
  • Mobilidade dentária.

As Doenças Periodontais podem afetar o coração?

Sim. Pessoas portadoras de febre reumática, prolapso de válvula mitral ou sopro cardíaco, periodontiapodem necessitar de antibioticoterapia prévia a procedimentos periodontais. Isto porque durante o tratamento gengival de periodontia, bactérias causadoras de doenças podem alcançar a corrente sangüínea e colocar o paciente em risco para a endocardite bacteriana (inflamação no revestimento e válvulas cardíacas).

Muitos tipos de Doenças Cardiovasculares podem ser prevenidas diminuindo os seus fatores de risco, dentre eles as Doenças Periodontais.

Seu cirurgião-dentista (periodontista) e cardiologista serão capazes de determinar se suas condições periodontais e cardíacas requerem antibioticoterapia prévia aos procedimentos periodontais.

As Doenças Cardiovasculares afetam milhões de brasileiros. É a segunda causa de óbito no país.

Dentista

Dr. Marcio Gulin Cury Cury Clínica Odontológica

Dr. Marcio Gulin Cury

Cirurgião dentista formado pela Universidade Federal do Paraná em curitiba (2002), trabalha com Ortodontia e Ortopedia Facial, Periodontia, Implantes e Cirurgias.

ver currículo

 

ENTRE EM CONTATO

Envie a suas dúvidas sobre consultas e tratamentos preenchendo o formulário.

CURY CLÍNICA ODONTOLÓGICA - CLM/PR 1356

Rua Tibagi, 294, Cj. 1001 e 1002 - Centro (Próximo ao teatro Guaíra)
Estacionamento no próprio prédio (entrada pela Benjamin Constant)
Curitiba/PR
Fone: (41) 3015-0841
Fone 2: (41) 8514-7134

E-mail: contato@ortodontiacuritiba.com.br