Entre em contato conosco:
41 3015-0841 | 41 98514-7134

Cury Clínica Odontológica

Blog

A odontologia e os distúrbios do sono

  • Ortodontia e Ortopedia facial
  • 07 de setembro de 2021
  • Dr. Marcio Gulin Cury

Noite mal dormidas e sensação de cansaço ao acordar. Esses são apenas alguns dos sintomas que podem ser ocasionados por problemas de saúde bucal. Não é à toa que existe um ramo da Odontologia destinado a estudar esses problemas: a Odontologia do Sono.

Em um primeiro momento você pode estranhar essa relação – a menos que, é claro, uma dor de dente interrompa a sua noite de sono. Porém, há diversos outros problemas silenciosos (alguns, nem tanto) que podem minar a sua saúde como um todo com o passar do tempo.

É justamente por essa razão que você não deve adiar suas visitas ao consultório do dentista.

Odontologia do sono: o que é e como funciona?

Inicialmente, a Odontologia do Sono concentrou seus estudos nos casos de bruxismo, condição na qual os pacientes rangem, batem ou apertam os dentes durante as noites de sono. Essa característica pode causar desalinhamento nos dentes, além de outras consequências como dores de cabeça.

A partir desse distúrbio outras condições passaram a ser observadas. Por exemplo, problemas respiratórios obstrutivos do sono, tanto em adultos quanto em crianças, podem ser causados por problemas dentários, levando o paciente a ter noites mal dormidas com respiração irregular ou roncos.

Sendo assim, cabe ao profissional de Oodontologia especializado nos estudos dessa área diagnosticar, a partir de relatos do paciente, exames clínicos e laboratoriais, possíveis condições que façam com que a pessoa desenvolva qualquer tipo de problema que impacte na qualidade do sono.

Além disso, respirar excessivamente pela boca durante a noite, por exemplo, pode contribuir na formação de cáries, placas bacterianas e tártaro.

Quem precisa procurar um dentista do sono?

Em linhas gerais, os problemas mais simples podem ser percebidos por qualquer profissional de Odontologia e, somente se necessário, o paciente pode ser encaminhado para especialistas em determinadas condições.

Além das visitas regulares ao dentista – pelo menos uma a cada seis meses – outros indícios de que você deve agendar uma consulta incluem:

  • Sintomas de sonolência ao longo do dia;
  • Cansaço mesmo após noites com quantidade regular de sono (6 a 8 horas/noite);
  • Sintomas de irritabilidade;
  • Facilidade de ganho de peso;
  • Insônia;
  • Dor de cabeça logo ao acordar.

Os sintomas acima não devem ser analisados de forma isolada, mas contextualizados. Por essa razão, a consulta a um profissional de Odontologia capacitado é apenas uma das possibilidades e um tratamento multidisciplinar, em conjunto com um clínico geral, não pode ser descartado.

Problema pode atingir pessoas de qualquer idade

Estima-se que cerca de um terço da população tenha problemas de desgaste dentário, dores de cabeça e ATM (articulação temporomandibular). Muitos desses problemas têm relação direta com a saúde bucal e a arcada dentária, ainda que sem um diagnóstico preciso muitas vezes os pacientes não se deem conta disso.

O bruxismo é a condição mais comum. O ranger de dentes pode acontecer também durante o dia, mas geralmente ocorre subconscientemente à noite quando se está dormindo. Infelizmente esse hábito pode desgastar, fraturar ou até lascar os dentes, deixando-os sensíveis.

Algumas pessoas acordam com dor na cabeça e na mandíbula devido à pressão dos músculos da mandíbula ao ranger os dentes. Ainda que em muitos casos a tensão, a ansiedade ou frustração possam ser a causa do problema, dentes que não estejam alinhados corretamente (má oclusão) podem ser uma das causas.

Como consequência, o bruxismo pode causar DTM (Disfunção Temporomandibular), um problema que pode acometer os músculos de mastigação da mastigação e articulação temporomandibular (ATM) e impacta em diversos outros aspectos da nossa saúde.

Portanto, o melhor é não facilitar. Ao perceber qualquer um dos sintomas acima, agende uma consulta com um profissional qualificado. E, independentemente disso, na sua próxima visita ao consultório, peça para que o dentista observe se há ou não alguma irregularidade passível de ser corrigida.

Faça seu Agendamento