Entre em contato conosco:
41 3015-0841 | 41 98514-7134

Cury Clínica Odontológica

Blog

Qual o papel da ortodontia estética na harmonização facial?

  • Odontologia Estética
  • 08 de junho de 2021
  • Dr. Marcio Gulin Cury

A ortodontia é uma área da odontologia cuja premissa principal é se ocupar da prevenção e correção de alguns dos defeitos de posição dos dentes e outros problemas faciais relacionados. Ou seja, neste contexto, ocorre uma relação quase que interdependentemente entre os conceitos de estética e função.

Assim, além de promover um melhor funcionamento da mastigação e facilitar o trabalho da musculatura e das articulações dos maxilares — alcançando benefícios na saúde, como uma melhoria na dicção —, a ortodontia estética procura melhorar a aparência das pessoas.

Esta área tem concentrado seus esforços na harmonização facial à medida que vem oferecendo novos procedimentos que auxiliam o paciente a alcançar seu sorriso perfeito. Isto é, o correto equilíbrio dos maxilares, o correto alinhamento e nivelamento dos dentes, a expansão do sorriso, a sustentação dos tecidos da face, o rejuvenescimento e preenchimento de lábios e bochechas, são objetivos da ortodontia estética que nos levam a perceber que esta mesma área engloba a harmonização facial como uma vertente de sua atuação.

Neste texto trouxemos algumas informações sobre qual é o papel da ortodontia estética na harmonização facial, destacando, para isso, o que é cada um destes conceitos e sua importância e, por fim, alguns procedimentos da ortodontia estética que estão ligados à harmonização facial. Vamos lá?

O que é harmonização facial?

Trata-se de um grupo de procedimentos estéticos que procuram harmonizar estética e funcionalmente os dentes, nariz, queixo e bochechas com o rosto no geral. Este equilíbrio visa promover um alinhamento e correção dos ângulos da face, garantindo mais beleza ao rosto e fortalecendo as características já existentes.

É interessante destacar que os resultados iniciais podem ser vistos já de imediato, contudo, o resultado final demora entre 15 e 30 dias para ser perceptível, sendo que tal processo é acompanhado por inchaços e hematomas tidos como normais neste momento, que vão desaparecer com o tempo.

A harmonização facial é um processo que pretende atender às expectativas das pessoas que buscam na estética uma alternativa para estarem felizes consigo mesmas. E os dentes, neste caso, de modo harmônico procuram complementar o sorriso, que por sua vez complementa a face por meio de medidas e processo aprofundados e cuidadosos que visam o equilíbrio funcional e estético.

O que é ortodontia estética?

Quando se fala em ortodontia estética, o primeiro pensamento que vem à mente é o perfeito alinhamento dos dentes, não é mesmo? Esta concepção pode ser vista como verdadeira, mas não é somente isso. 

Esta área da odontologia, à medida que promove uma melhoria na autoestima das pessoas por meio da correção do sorriso — utilizando aparelhos ortodônticos, por exemplo —, ela paralelamente facilita alguns processos funcionais, tais como a melhoria da mastigação, da higiene bucal, da dicção e a diminuição de problemas como cáries e doenças na gengiva.

Conforme o passar do tempo, é normal que o corpo humano perca a definição da borda inferior do rosto, o que pode aumentar o ângulo da mandíbula, resultando no envelhecimento facial. Alguns dos efeitos visíveis são apinhamentos dentários — alteração do posicionamento correto dos dentes —, flacidez, rugas, entre outros.

Portanto, em linhas gerais, o médico ortodontista realiza seu trabalho objetivando melhorar a saúde do sorriso, deixando-o mais harmônico e funcional.

Quais os benefícios da harmonização facial?

Harmonização facial é sobre proporção e não perfeição, isto é, ela procura alcançar um equilíbrio dos traços do rosto deixando-os mais harmônicos, como mencionado anteriormente. Os resultados costumam ser satisfatórios, uma vez que é o paciente que tem a liberdade de escolher o que mudará.

Entre os benefícios encontrados neste procedimento destacam-se:

  • Rosto mais harmônico e simétrico: tal fato é possível devido às técnicas que procuram corrigir assimetrias, linhas de expressões e outros aspectos estéticos. 
  • Melhoria da autoestima: a harmonização facial é realizada a partir de pontos estéticos (assimetrias e imperfeições) que não agradam o paciente, portanto, a partir da melhoria destes pontos ocorre um aumento da autoestima, que por sua vez melhora a qualidade de vida do paciente.
  • Diminui e melhora sinais de envelhecimento:  este é um procedimento que ajuda a recuperar a jovialidade de modo natural, pois, além de realçar a beleza do paciente, ajuda na diminuição e melhoria dos sinais de envelhecimento, como a atenuação de rugas, por exemplo.
  • É um procedimento minimamente invasivo: trata-se de uma técnica que pode ser feita em um único dia ou em poucas sessões e que possui rápida recuperação. É a partir do uso do ácido hialurônico que acontece o preenchimento da pele, no qual ocorre a atração da água, deixando a região mais hidratada.

Afinal, como a ortodontia estética se uniu à harmonização facial?

Como já visto acima, a ortodontia estética, sob uma perspectiva da harmonização facial, visa atender às expectativas das pessoas no que toca ao seu ganho estético e funcional na região facial — boca, nariz, bochecha, queixo, testa e afins.

Esta relação de parceria entre as duas áreas iniciou-se por volta do início da década de 1980, a partir do momento em que a harmonização facial não se limitou apenas ao caráter estético dos procedimentos, encontrando na odontologia espaço para acompanhar, também, este caráter funcional. Em linhas gerais, tratava-se de uma correção de problemas bucais do paciente que ganhavam, também, excelentes resultados estéticos.

A ortodontia estética têm utilizado procedimentos que visam melhorar condições médicas como o bruxismo, ou ranger de dentes durante o sono; o trismo, ou a dificuldade para abrir a boca devido à contração muscular que dificulta a mastigação, a fala e a higienização bucal; assimetrias do rosto, que podem causar dores e fibromialgias; e no sorriso gengival, ou exposição maior que dois milímetros de gengiva ao sorrir.

Já a harmonização facial refere-se no uso de algumas técnicas mais imediatas para a regularização da face, como o uso do botox (toxina botulínica), ácido hialurônico, preenchedores faciais, bichectomia (redução do tamanho das bochechas), entre outros procedimentos. Tais processos, mesmo que fundamentalmente estéticos, costumam agir também no auxílio da movimentação dos músculos da face à medida que ajudam na sustentação de estruturas faciais e na reparação de defeitos faciais.

O que é o bracelift ou lifting ortodôntico

Este é um processo que consiste na premissa de que os bráquetes — do tratamento ortodôntico — podem servir como uma técnica de ‘lifting’ no rosto do paciente. O aparelho dentário, à medida que permite o alinhamento da arcada dentária, melhora a face do paciente, pois ajuda na suavização de linhas de expressão e manutenção da flacidez da pele e das proporções faciais. 

O lifting ortodôntico também pode ser utilizado em processos de realçamento dos lábios e do terço inferior da face na tentativa de rejuvenescer a face.

Por fim, no que toca ao tratamento ortodôntico, que tem sido cada vez mais procurado por pessoas adultas e com idades mais avançadas, o resultado atribuído ao procedimento — de alinhamento dos dentes e dos tecidos da face, que alcançam um novo posicionamento no rosto —, o lifting pode ser percebido por meio dos efeitos harmônicos e rejuvenescedores do tratamento.

Faça seu Agendamento