Entre em contato conosco:
41 3015-0841 | 41 98514-7134

Cury Clínica Odontológica

Blog

Clareamento dental: conheça as melhores técnicas e saiba como clarear os dentes

  • Odontologia Estética
  • 05 de outubro de 2021
  • Cury Clínica Odontológica

Você já teve vontade de fazer e/ou fez um procedimento de clareamento dental? 

Mesmo que você tenha uma boa higiene bucal, escove os dentes, use o fio dental e utilize um enxaguante de forma adequada, nem sempre isso é o suficiente para evitar o surgimento de manchas e o escurecimento dos dentes.

Nesse caso, recorrer a um tratamento odontológico para deixar seus dentes mais branquinhos e brilhantes pode ser uma boa solução. Sempre, é claro, seguindo as orientações e indicações de um profissional.

Veja mais sobre como funciona o clareamento dental e tire suas dúvidas sobre o assunto!

O que é o clareamento dental?

Clareamento dental é um tratamento odontológico que tem como objetivo melhorar a estética do sorriso ao deixar os dentes mais brancos.

Dentre os diferentes tipos de clareamento dental disponíveis no mercado, os mais eficazes são aqueles que promovem a oxidação e a quebra dos pigmentos escuros depositados nos dentes, o que só é possível com o acompanhamento do dentista.

As técnicas que consistem no uso de kits prontos, fitas adesivas ou canetas oferecem efeitos temporários, como se fossem uma maquiagem. 

Já as receitas caseiras, como o uso de bicarbonato de sódio, óleo de coco, limão etc., não são capazes de clarear os dentes e ainda podem trazer diversos prejuízos. Por isso, esses métodos são serão abordados neste artigo.

Tipos de clareamento dental

Existem dois principais tipos de clareamento dental: o que é feito somente no consultório e o que é feito em casa sob orientação do dentista.

Essas duas técnicas são seguras e oferecem bons resultados, mas elas apresentam algumas diferenças que podem ser decisivas na hora de escolher o melhor tratamento. Saiba mais sobre elas:

Clareamento dental a laser

Feito totalmente em consultório, o clareamento dental a laser é indicado para pessoas que precisam de resultados rápidos. Dependendo da intensidade das manchas e do escurecimento dos dentes, são realizadas até 4 sessões com duração de 90 minutos aproximadamente, respeitando um intervalo de 48 horas entre elas.

Nesse tratamento, é utilizado um gel para clareamento dental que pode ser à base de peróxido de carbamida ou peróxido de hidrogênio, ambos capazes de promover a oxidação dos pigmentos.

Como esse gel é bastante concentrado, são utilizados protetores para evitar queimaduras nos lábios e nas gengivas. Em seguida, o dentista aplica o laser para ativar a ação clareadora do gel, deixando os dentes mais brancos já na primeira sessão.

Se você já ouviu falar que o clareamento dental dói, saiba que o uso do laser é útil principalmente para diminuir a sensibilidade depois da sessão, contribuindo para que o tratamento seja mais confortável.

Clareamento dental caseiro

O clareamento dental caseiro pode ser feito de forma isolada ou como complemento ao tratamento com laser, pois esta é a única técnica capaz de remover as manchas de antibiótico.

Também conhecido como clareamento dental com moldeira, esta técnica consiste em utilizar uma placa de silicone com os mesmos géis do consultório, mas em concentrações mais baixas. Para garantir a segurança e a eficácia do tratamento, tanto a moldeira quanto o gel são preparados pelo dentista, que também orienta o paciente em relação ao tempo de uso.

Como regra geral, a moldeira com o gel deve ser utilizada diariamente por um intervalo de 30 minutos a 4 horas, e a duração total do tratamento pode variar entre 7 e 21 dias. Dessa forma, o clareamento dental caseiro acaba sendo mais longo que o clareamento a laser.

Por que fazer clareamento dental?

Ter um sorriso branco e brilhante oferece benefícios tanto para a parte estética quanto para o lado psicológico e emocional. Alguns dos motivos para fazer clareamento dental são:

  • Fortalecer a autoconfiança por saber que seus dentes estão renovados;
  • Ganhar uma aparência mais jovem ao se livrar das manchas nos dentes;
  • Transmitir uma ideia de saúde, vitalidade e autocuidado ao estabelecer novos contatos pessoais e profissionais;
  • Sentir-se mais preparado para uma ocasião especial, como formatura, casamento ou reencontro com antigos colegas;
  • Ficar mais feliz com você mesmo e a sua própria aparência.

O que esperar do resultado do clareamento dental?

Vale lembrar que o resultado do clareamento dental varia de pessoa para pessoa e, também, do tipo de clareamento feito pelo paciente.

Em geral, os resultados podem durar entre dois e cinco anos, dependendo dos cuidados que o paciente terá após o procedimento. 

Por isso, se o objetivo é estender ao máximo os resultados do clareamento, é importante ter atenção com as refeições, evitando o consumo de bebidas e alimentos que podem prejudicar o clareamento (ps: usar canudo para algumas bebidas pode ajudar!). 

Além disso, é importante seguir os cuidados com a higiene bucal e, também, visitar regularmente o dentista. 

Outra forma natural de prolongar o clareamento dos dentes é apostar em alimentos saudáveis, que ajudam a reduzir as bactérias na cavidade bucal e a manter o sorriso branco. A ADA (Associação dentária dos Estados Unidos) recomenda o consumo de peras, maçãs, cenoura, pepino, aipo e couve-flor para essa finalidade.

Quem pode fazer o clareamento dental?

De forma breve e resumida, o clareamento dental pode ser feito por qualquer pessoa a partir dos 16 anos, exceto gestantes e lactantes. Entretanto, é muito importante que o procedimento seja indicado e/ou acompanhado por um profissional. 

Afinal, ele saberá informar com precisão e segurança se o clareamento dental é indicado para o paciente e, também, qual o método mais recomendado para cada caso. 

Para quem o clareamento dental não é indicado?

O clareamento dental não é indicado para mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

Além delas, pacientes com hipersensibilidade a alguns componentes do gel clareador, indivíduos com doença periodontal e com presença de muitas restaurações estéticas e/ou retrações gengivais também não são indicados para recorrer ao clareamento.

Pessoas que sofrem com problemas nas gengivas, como sangramento ou algum tipo de inflamação mais simples, podem ter essa condição exacerbada com o produto utilizado no clareamento.

Além disso, algumas alterações congênitas do esmalte dental também podem contraindicar o tratamento, assim como a idade do paciente podem ser fatores que impedem a realização da técnica.

Por isso, reforçamos novamente que o mais indicado, em todos os casos, é sempre ter um acompanhamento profissional qualificado. 

Como aliviar o incômodo após o clareamento dental?

O clareamento dental é um processo indolor. Entretanto, em alguns pacientes, ele pode deixar os dentes temporariamente mais sensíveis. Mas em poucos dias, essa sensação passará!

Ainda assim, para tornar o período depois do procedimento mais confortável e aliviar o incômodo após o clareamento dental, existem algumas dicas que podem ser seguidas. Dentre elas: 

  • Escovar os dentes utilizando uma escova de dente ultra macia;
  • Evitar o consumo de bebidas e comidas muito quentes ou muito geladas durante o tratamento;
  • Utilizar enxaguantes bucais e pasta de dente à base de flúor.

Quanto custa um clareamento dental?

O valor do clareamento dental depende de fatores como o tipo de tratamento escolhido, os produtos necessários, a intensidade das manchas e do escurecimento e os resultados esperados.

Assim, é preciso passar por uma avaliação com o dentista para saber quanto custa um clareamento dental específico para cada caso.

Cuidados ao fazer o clareamento dental

Seja durante ou depois do seu tratamento, existem alguns cuidados a serem seguidos para potencializar e prolongar os efeitos do clareamento dental. Conheça os principais:

  • Não fume: além de trazer inúmeros prejuízos à saúde geral, o cigarro escurece dentes e gengivas. O melhor é abandonar o tabagismo para sempre;
  • Evite o consumo de alimentos e bebidas pigmentados: restrinja o consumo de açaí, beterraba, café, chocolate, doces coloridos, frutas vermelhas, refrigerantes, suco de uva e vinho tinto, especialmente nas 48 depois do clareamento;
  • Suspenda o consumo de produtos ácidos: alimentos e bebidas ácidas prejudicam o esmalte dentário e favorecem o escurecimento, portanto recomenda-se evitar o consumo de bebidas alcoólicas e frutas cítricas;
  • Escolha batons claros: batons em tons de vermelho, vinho e marrom devem ser evitados durante o tratamento.

Além desses cuidados, lembre-se de seguir todas as recomendações do seu dentista em relação à higienização bucal e às datas de retorno ao consultório para a avaliação ou a continuação do tratamento. 

E por fim, mas não menos importante, caso esteja buscando por um odontologista que indique a melhor técnica de clareamento para o seu caso, entre em contato conosco, da Cury Clínica Odontológica, e saiba como podemos te ajudar! 

Faça seu Agendamento