Entre em contato conosco:
41 3015-0841 | 41 98514-7134

Cury Clínica Odontológica

Blog

Disfunção Temporomandibular: Entenda o que é e quais as causas

  • Ortodontia e Ortopedia facial
  • 12 de julho de 2021
  • Dr. Marcio Gulin Cury

A disfunção temporomandibular (DTM) é uma alteração da articulação temporomandibular (ATM) que pode ser causada por um conjunto de fatores como hábitos parafuncionais (como roer a unha ou apoiar a mandíbula com as mãos), alterações hormonais, traumas ou alterações sistêmicas, fatores locais, etc. Estes podem ocasionar o desenvolvimento de algumas alterações articulares, que podem ou não ter caráter degenerativo e acometem a região a região mandibular, como é o caso da artrite ou artrose.

Tal condição vem afetando milhares de pessoas, independentemente da idade, gênero ou raça, apesar de atingir principalmente mulheres na idade adulta — as quais muitas vezes acreditam que estão apenas com uma enxaqueca.

Assim, as principais reclamações de quem convive com esta síndrome são associadas à dor, limitação da abertura da boca, ruídos na articulação, bem como no travamento quando abrimos ou fechamos a boca.

A DTM, também conhecida como disfunção da ATM, acomete a região da articulação temporomandibular (ATM) que, em outras palavras, diz respeito à articulação que liga o osso temporal do crânio à mandíbula e que fica em frente ao ouvido, nos dois lados do rosto. Além dos ossos, ela é composta por ligamentos, menisco e musculatura, responsáveis pelo movimento da mandíbula (ou maxilar inferior).

A ATM possibilita uma série de movimentos da mandíbula, que promovem atos como comer, falar e mastigar, tornando-se uma das partes essenciais e mais interessantes do corpo humano.

O que é a disfunção temporomandibular (DTM)?

A DTM é conhecida como uma “má relação” entre a mandíbula e o osso temporal. Tal condição acontece a partir de uma série de sinais e sintomas que acometem o paciente. Esta disfunção é resultado, em alguns casos, do músculo da mastigação, da articulação temporomandibular, ou, ainda, de ambas as situações (do tecido fibroso que os une).

Assim, problemas encontrados na ATM podem ser classificados como a própria DTM — ou dor orofacial, como visto acima. Ou seja, quando a nossa mandíbula estala ao movimento de abertura e fechamento da boca, dores de cabeça frequentes ou limitações no movimento da boca, podem ser sinais de DTM.

E, mesmo sendo uma condição verificada como bastante comum entre as pessoas, na maioria das vezes este quadro pode demorar a ser diagnosticado, uma vez que as pessoas consideram a DTM como uma enxaqueca ou dor similar.

A disfunção temporomandibular pode ser diagnosticada por médicos ou dentistas a partir do levantamento do histórico do paciente combinado com a realização de exames físicos e, se necessário, de imagem.

Seu tratamento, em linhas gerais, é composto por recomendações de médicos e dentistas, assim como a autoajuda, com boas práticas realizadas pelo próprio paciente, terapia com aparelhos orais específicos, infiltração intra articular (em alguns casos) e até mesmo cirurgias (minoria dos casos).

Quais as causas da dor orofacial?

A dor orofacial pode ter diversas causas, que podem incluir modificações do estado emocional, fatores genéticos, assim como hábitos orais — por exemplo forçar muito os dentes após um episódio de raiva ou ansiedade, ou, ainda, pelo bruxismo, um hábito noturno de ranger involuntariamente os dentes, que desgasta facilmente a arcada dentária. Pode ainda ser causada por um mla desenvolvimento das arcadas dentárias ou mal posicionamento das mesmas.

Contudo, ela pode ser percebida a partir de diferentes causas, como:

  • Mastigação incorreta;
  • Traumas na ATM;
  • Má postura;
  • Características congênitas, relacionadas à formação da mandíbula durante o nascimento;
  • Artrite na ATM;
  • Hábitos orais como morder os lábios ou bochechas;
  • Ter dentes tortos ou má formação da arcada dentária;
  • Apoiar a mandíbula com as mãos, roer unhas ou morder pontas de canetas;
  • Dificuldade em dormir ou distúrbios de sono; e
  • Estresse/ansiedade.

Quais os sintomas da DTM e quais problemas bucais pode causar?

Geralmente o diagnóstico é feito por meio de exames em consultório e complementares, como tomografia, ressonância magnética e ultrassom, que auxiliam o profissional na hora de verificar a real condição do paciente. No entanto, existem alguns sintomas associados que podem confirmar (ou descartar) a possibilidade de o paciente ter DTM, indicando ainda qual deve ser o tratamento mais adequado.

Os principais sintomas da disfunção temporomandibular ou dor orofacial são:

  • Dificuldades para abrir ou fechar a boca;
  • Ruídos ou sons de claque ou estalos ao abrir e fechar a boca;
  • Edemas faciais;
  • Sensação de ouvido entupido;
  • Cansaço dos músculos do rosto, especialmente na hora de mastigar;
  • Mudanças bruscas no encaixe da mandíbula;
  • Dores no pescoço e/ou ombros;
  • Enxaquecas recorrentes e fortes;
  • Dores próximas aos músculos da mastigação e da ATM.

Muitas vezes, infelizmente, tais sintomas podem ser associados a outras condições, o que acaba por dificultar o diagnóstico da DTM. Por isso é importante atentar-se às queixas e relatos apontados pelos pacientes a fim de compreender precisamente se a causa das dores são resultados de um problema muscular ou acometimento da articulação. 

Isso porque, em casos de problemas musculares, os tratamentos executadas aqui na clínica são geralmente conservadores, enquanto que aqueles relacionados à problemas mais graves existe a possibilidade pequena de as únicas saídas serem procedimentos cirúrgicos.

Em casos de suspeita de disfunção temporomandibular, a recomendação é procurar  um dentista de confiança para tratamento, uma vez que, a longo prazo, podem acontecer consequências graves à saúde do paciente.

Como tratar a DTM?

O processo de cura e tratamento da dor orofacial pode ser bastante tranquilo. Existem algumas opções de cuidados desta condição médica, como a vertente odontológica, fisioterápica e, em alguns casos, a psicológica.

O fato é que é necessária a presença constante, durante todo o tratamento, de um cirurgião dentista especialista em disfunção temporomandibular e dor orofacial, mas um auxílio multidisciplinar também é visto como essencial. O tipo e linha de tratamento de preferência deve partir de um diagnóstico detalhado e agir na causa do problema, tornando a terapia mais previsível e eficaz. O tratamento pode incluir a ação de profissionais de psicologia, fonoaudiologia, endocrinologia e neurologia.

Assim, em linhas gerais, o tratamento pode ser composto por alguns passos, são estes:

  • Fisioterapia;
  • Terapia neuromuscular com reposição mandibular e tratamento dos músculos afetados;
  • Acompanhamento psicológico (se necessário)
  • Exercícios de relaxamento e diminuição da tensão muscular;
  • Uso de placas de mordida específicas de acordo com o caso e fase de tratamento;
  • Termoterapia, acumpuntura, laser (porcedimentos complementares);
  • E medicamentos — principalmente anti-inflamatórios — para alívio das dores.

Devido a esta vasta lista, é importante destacar que os procedimentos podem variar de acordo com o caso de DTM que o paciente apresenta. Contudo, sessões de fisioterapia, relaxamento muscular e uso de placa dentária são opções utilizadas pelos profissionais sendo que a cirurgia é recomendada quando os tratamentos anteriores não estiverem surtindo o efeito desejado.

Como tratar a DTM em casa?

Existem algumas práticas que podem ser adotadas em casa para reduzir a dor orofacial, entretanto, é indispensável a ajuda profissional para diagnóstico preciso. O dentista, por exemplo, poderá orientar alguns hábitos para reduzir os sintomas da DTM, como, por exemplo, o consumo de alimentos com textura mole, aplicação de gelo ou terapia por calor úmido, assim como a redução dos movimentos da mandíbula, como falar, mastigar ou bocejar.

--

Você tem ou conhece alguém que apresenta sintomas de disfunção temporomandibular e está procurando ajuda? Nós da Ortodontia Curitiba podemos te ajudar nisso! Agende um horário conosco agora mesmo que faremos nosso melhor para solucionar sua situação!

Faça seu Agendamento