Estalos na mandíbula: descubra causas e tratamentos

  • Cury Clínica Odontológica
  • 06/12/2023
  • ATM/DTM

mulher pressionando sua mandíbula, pois está sentindo muita dor

Você já bocejou ou estava mastigando um alimento e sentiu um estalo na mandíbula? Como se a abertura da sua boca não estivesse completamente disponível? Bom, isso é algo muito comum de acontecer e talvez por isso as pessoas não deem a devida atenção.

Os estalos acontecem quando os ossos dessa região não entram em contato um com o outro, pois o disco articular existente, que é responsável por evitar o atrito entre eles, está fora do lugar e a sua articulação temporomandibular (ATM) está com problema! E é essa alteração funcional ou estrutural na mandíbula que causa os estalos.

É claro que esses estalos podem acontecer por uma série de questões, como mastigações mais fortes ou bruxismo, mas eles também podem ser um alerta de que algo não está correto. E para evitar maiores problemas, você deve procurar uma clínica odontológica e iniciar o tratamento adequado.

Então, se você faz parte das pessoas que sofrem dos estalos na mandíbula e estão com dificuldades na mastigação, preste atenção no nosso artigo de hoje e saiba como se livrar desse problema. Conheça as causas, os sintomas e as melhores formas de tratamento para esse problema. Acompanhe a leitura!

Você conhece a relação entre os estalos no maxilar e a ATM?

Para entendermos o motivo dos estalos, é preciso entender a anatomia dos maxilares e a relação entre o osso maxilar, o osso mandibular e a articulação temporomandibular (ATM). Essas três regiões são responsáveis pela mastigação e por gerar os temidos estalos.

A ATM possui um disco articular fibrocartilaginoso, responsável por impedir o atrito entre a mandíbula e o osso do crânio, durante os movimentos mandibulares de deglutição, fala, mastigação e bocejo. E quando o funcionamento desse disco não está correto, tende a gerar estalos na região e outros sintomas, como dores de cabeça e perda na abertura do maxilar.

Quais são as principais causas dos estalos na mandíbula?

Com a disfunção na ATM (DTM), o paciente pode sentir dores de cabeça, dores na região da ATM e até mesmo o deslocamento da mandíbula. Ainda não se tem determinado o que causa esse problema, mas existem alguns fatores que podem desencadear a disfunção, como o estresse, a sobrecarga na região e o bruxismo. 

O estresse aumenta a tensão sobre a área do maxilar, gerando desgaste no disco articular. Assim como o bruxismo faz com que a mandíbula fique tensionada por muito tempo, causando desconforto para a ATM.

Além dos estalos na mandíbula, a DTM também pode apresentar sintomas como mandíbula travada e dores ao mastigar, gerando perda na força da mordida em determinados alimentos, principalmente no caso de alimentos mais duros, que necessitam de maior força na mordida e mastigação.

Quais os problemas da limitação de abertura?

Além do bruxismo e da DTM, a má oclusão dentária também pode gerar esses estalos na mandíbula e limitar a abertura da sua mordida. Isso porque o encaixe dos dentes inferiores com os superiores está desregular, gerando danos nos músculos e ossos da mandíbula.

dentista segurando a réplica de uma arcada dentária e apontando para os dentes com uma sonda exploradora

Por isso, é preciso ficar atento quando sentir dores e limitação da movimentação da mandíbula. A DTM pode resultar em dores de cabeça, estalos na região da boca, mandíbula travada, dores na face, ouvidos e atrás dos olhos, além de dor no maxilar e no pescoço. A dor acaba dificultando a mastigação dos alimentos e pode causar o travamento da mandíbula, um problema mais sério e doloroso. Assim, é muito importante identificar a frequência desse problema e procurar um consultório odontológico para avaliar e indicar o melhor tratamento.

Um alerta importante!

Apesar de serem casos raros, o câncer na região da boca também pode estalar o maxilar e gerar DTM. Isso porque tumores localizados nas regiões da língua, gengiva e bochechas podem afetar o movimento do maxilar. Dessa forma, é primordial ir até um especialista para fazer o diagnóstico mais preciso e identificar a verdadeira causa.

Como tratar os estalos na mandíbula e melhorar a abertura do maxilar?

Como vimos, os estalos podem ser causados por diversos problemas, entre eles, a artrite, que causa prejuízos na cartilagem da ATM, afetando os movimentos da mandíbula, além dos maus hábitos que forcem a ATM, como mascar muito chiclete, roer as unhas, morder o lábio e a bochecha, e comer alimentos muito duros com frequência. Dessa forma, é preciso evitar os maus hábitos, para que não ocorra o desgaste na articulação e a sobrecarga dos músculos orofaciais.

Para saber como tratar os estalos na mandíbula, é necessário fazer um diagnóstico para identificar a causa dos barulhos no maxilar. O especialista deverá fazer um questionário para avaliar os hábitos do paciente, os sintomas e a gravidade do problema. Para isso, ele poderá apalpar a região para sentir a ATM, verificar a tensão na região e o estado das articulações. Além disso, ele poderá solicitar exames de imagem para confirmar quais estruturas foram afetadas e trazer a melhor forma de tratamento.

dentista fazendo um molde da arcada dentária de uma homem

Existem vários tipos de tratamento para os estalos na mandíbula, isso vai depender do tipo do problema e da causa, variando de pessoa para pessoa. Os tratamentos mais comuns são: treinamento da postura da mandíbula, controle do estresse e tensão na região, uso de medicamentos e a utilização de placas interoclusais ou miorrelaxantes, sendo a última opção para pacientes que tem bruxismo.

Outros tratamentos comuns para DTM são:

  • Fisioterapia;
  • Reabilitação neuromuscular e neuroclusal (tratamento conservador e  especialidade da nossa Clínica)
  • Quiropraxia, para relaxamento da ATM;
  • Placas de mordida;
  • Laserterapia;
  • Exercícios para relaxar a mandíbula;
  • Medicamentos;
  • Cirurgias, em casos graves e específicos. 

Ao regular a movimentação da mandíbula, o tratamento melhora o funcionamento do aparelho mastigatório e ainda diminui a dor na região. Além disso, o dentista pode indicar o consumo de alimentos mais macios e atividades físicas que reduzam o estresse e melhorem o sono.

Os estalos na mandíbula acontecem devido ao deslocamento anterior do disco articular da articulação temporomandibular (ATM), pois o disco articular existente está desalinhado, provocando atrito entre os ossos da região. Normalmente não é um problema grave, mas necessita de uma análise minuciosa para verificar as causas e o tratamento adequado. Pois como vimos, pode gerar diversas complicações para o paciente, inclusive o travamento do maxilar.

Sendo assim, o paciente que sofre com esses estalos constantes, associados a dores de cabeça, dores na mandíbula e perda na abertura do maxilar, devem procurar uma clínica odontológica que auxilie no diagnóstico e tratamento certo.

Como a Cury Odontologia pode auxiliar nesse processo

Portanto, para saber a causa do estalo do maxilar e identificar o tratamento adequado para o seu caso, é essencial buscar por uma clínica odontológica que tenha profissionais capacitados e preparados para atender às suas necessidades. Não fique em dúvida! Se você está sentindo problemas na ATM, na articulação da mandíbula e escuta estalos frequentes, procure a Cury Odontologia e inicie o seu tratamento.

Quanto mais rápido o diagnóstico, mais rápido o problema será solucionado e melhor será sua qualidade de vida e bem-estar na hora de se alimentar. Um problema simples, que poderá ser facilmente solucionado, devolvendo a você a tranquilidade para comer, mastigar, conversar e até mesmo bocejar, sem medo de dores ou travas.

Venha até a nossa clínica! Cury Odontologia, há 20 anos fazendo o melhor por você e por sua saúde.

Dr. Marcio Gulin Cury
CRO-PR 14.875

Dr. Márcio Cury, formado pela Universidade Federal do Paraná em 2002. Ao longo desses 22 anos, ajudamos mais de 10 mil pessoas a realizarem seu sonho e tratamento, seja para obterem mais saúde, melhor função mastigatória ou estética. Nossa equipe na Clínica Odontológica Cury é especializada em diversas áreas da Odontologia e está pronta para cuidar da sua saúde com excelência.

DIAGNÓSTICO E
TRATAMENTOS DIVERSOS

(41) 3015-0841

|

(41) 98514-7134

NOSSAS UNIDADES

  • (41) 98514-7134
  • contato@ortodontiacuritiba.com.br
  • 08h às 18h
  • Estacionamento próprio
  • Rua Tibagi, 294, CJ. 1001 e 1002 - Centro (Próximo ao teatro Guaíra) Curitiba/PR