Zumbido no ouvido e sua relação com problemas de ATM

  • Cury Clínica Odontológica
  • 31/01/2023
  • ATM/DTM

O velho zumbido no ouvido é um problema bastante comum. Quantas pessoas já escutamos reclamar desse problema? Ele pode ter diversas motivações, e por isso é muito importante investigar com um médico para que a causa seja identificada, e o tratamento seja iniciado o mais rápido possível.

Hoje vamos falar sobre a Disfunção da Articulação Temporomandibular (ATM), quais suas características, causas e também a sua relação com o zumbido no ouvido.

O que é ATM?

A articulação temporomandibular é uma estrutura que fica na frente dos ouvidos, onde ficam ligados a mandíbula e o crânio. Ela é composta por um sistema de músculos, ligamentos, assim como ossos e disco articular. Esse conjunto faz com que a mandíbula se mova para a frente, para trás e para os lados. Ou seja, a ATM permite que a mandíbula realize os seus movimentos.

Contudo, algumas pessoas podem apresentar situações em que a mandíbula não funciona direito. É a chamada disfunção da ATM cujos sintomas são diversos e podem provocar incômodos para o paciente. Por isso é tão importante buscar acompanhamento médico o quanto antes.

Quais são as suas principais características?

A dor de ouvido é um dos principais sintomas da ATM. Ela pode surgir como uma irritação quase não notável, de maneira contínua ou aguda, podendo causar espasmos em alguns músculos do rosto. É comum que os pacientes com ATM relatem perceber algo estranho ao falar, bocejar, mastigar ou engolir.

menina com dor de ouvido pressionando a mandíbula

A ATM pode afetar os tecidos que cobrem a articulação que fica à frente do ouvido, mas o paciente pode sentir a dor no rosto, na cabeça, pescoço, têmporas, bochechas, mandíbula inferior e também nos dentes. Nos casos de dor de ouvido, ela pode vir junto de um som de clique, por uma sensação desconfortável e pode dificultar a abertura normal da boca.

Os tipos de distúrbios da ATM que geralmente surgem nos pacientes são divididos em três categorias:

  • Dor miofascial: dor intensa nos músculos da articulação temporomandibular;
  • Desarranjo na articulação: deslocamento da mandíbula ou lesão na mesma área;
  • Doença degenerativa: um tipo de artrite que afeta a mandíbula.

Mas o distúrbio mais comum é a dor miofascial, além de ser a mais fácil de aliviar com o tratamento.

ART X DTM

A ATM é justamente a articulação temporomandibular que tem a função de ligar o maxilar ao crânio. Já a DTM é a disfunção nessa região, que pode não funcionar adequadamente. Qualquer problema que atrapalhe esse funcionamento, como os que acontecem no sistema de músculos, ligamentos, discos e ossos, é chamado de DTM.

O primeiro sintoma da DTM é a sensação de que a mandíbula está se deslocando para fora da cabeça. Acontecem alguns estalos e ela fica travada por alguns momentos. Em geral, os principais sintomas são:

  • Dores de cabeça, que se parecem com uma enxaqueca, dores de ouvido, dor e pressão atrás dos olhos;
  • Clique ou sensação de que a mandíbula está desencaixando ao abrir e fechar a boca;
  • Dor ao bocejar, para abrir demais a boca ou para mastigar;
  • A mandíbula fica presa, trava ou se desloca do seu lugar;
  • Os músculos da mandíbula ficam flácidos ou hipertrofiados;
  • Dor cervical, ombros, etc;

Além de mudança no encaixe dos dentes de toda a arcada dentária.

Fatores que favorecem o zumbido

O zumbido no ouvido faz com que o paciente escute constantemente sons irritantes, como o barulho de mosquitos, por exemplo. Na maioria dos casos, isso acontece porque o indivíduo está apresentando um quadro de perda auditiva, que pode ser causado por diversas doenças ou certos hábitos.

Para compensar esse déficit, as partes intactas acabam trabalhando em dobro, e é aí que surge o zumbido. Ele pode vir acompanhado de chiado, tontura, perda auditiva, suor frio e enjoo.

Os principais fatores de risco são: diabetes, consumo excessivo de açúcar, sal e cafeína, excesso de bebidas alcóolicas, colesterol elevado, abuso no uso de fones de ouvido, excesso de cera no ouvido, infecções, tabagismo e problemas na articulação da mandíbula, que é o caso da DTM.

mulher com fones sentindo dor no ouvido por conta do volume alto

Apesar de nem sempre ser possível prevenir o zumbido, existem alguns hábitos que podem ser controlados para evitar que ele surja. Evitar o uso de fones de ouvido por mais de duas horas seguidas e regular o volume de acordo com a indicação de cada aparelho já são passos importantes para evitar a perda auditiva e zumbidos.

Possíveis causas da ATM

A ATM pode apresentar diversas causas, como fatores emocionais, estresse, tensão, ansiedade, pancadas na região ou problemas na arcada dentária. Ela pode ser causada tanto por problemas na musculatura, quanto por problemas na articulação, no disco cartilaginoso ou no próprio osso.

Entre as principais causas estão: mal posicionamento de dentes, mal posicionamento mandibular, tratamentos ortodônticos insatisfatórios, bruxismo, caracterizado pelo hábito de ranger os dentes ou de morder involuntariamente durante o sono; mastigação incorreta; má oclusão; mordida cruzada, entre outros fatores.

Traumas na região também podem gerar a ATM; lesões no maxilar; mandíbula; cabeça ou pescoço e até mesmo artrite; problemas na arcada dentária; dentes tortos ou perdas de elementos dentários; hábitos como roer unhas morder os lábios, entre outros.

Tratamento

Geralmente os casos têm cura e o tratamento pode ser realizado por etapas para reabilitar e reorganizar o sistema e não apenas controlar os sintomas como muito se observa na mídia como um todo, mas o tratamento depende de profissionais diferenciados e com visão completa do quadro de disfunção. Mas é possível, também, fazer uso de muitos tratamentos indicados para o alívio dos sintomas presentes. Entre eles estão a fisioterapia, massagens para relaxamento da musculatura da região e medidas de controle de estresse, placas de mordida, etc.

Medicamentos como analgésicos, relaxantes musculares e anti-inflamatórios durante a fase aguda da dor também podem ser indicados. Para quem tem bruxismo, a placa acrílica durante a noite pode ajudar também, exercícios de relaxamento para alívio da tensão, aparelho ortodôntico, e em casos mais raros, a cirurgia.

A Cury Clínica Odontológica está há 20 anos ajudando os seus pacientes a melhorarem a sua qualidade de vida. Liderada pelo Dr. Marcio Gulin Cury, somos referência no tratamento de problemas odontológicos. Prezamos por manter uma equipe bem preparada, especializada e em constante atualização sobre os estudos relacionados à sua área de atuação. Entre em contato conosco e agende a sua consulta agora mesmo. Não deixe sua saúde para depois!

Dr. Marcio Gulin Cury
CRO-PR 14.875

Dr. Márcio Cury, formado pela Universidade Federal do Paraná em 2002. Ao longo desses 22 anos, ajudamos mais de 10 mil pessoas a realizarem seu sonho e tratamento, seja para obterem mais saúde, melhor função mastigatória ou estética. Nossa equipe na Clínica Odontológica Cury é especializada em diversas áreas da Odontologia e está pronta para cuidar da sua saúde com excelência.

DIAGNÓSTICO E
TRATAMENTOS DIVERSOS

(41) 3015-0841

|

(41) 98514-7134

NOSSAS UNIDADES

  • (41) 98514-7134
  • contato@ortodontiacuritiba.com.br
  • 08h às 18h
  • Estacionamento próprio
  • Rua Tibagi, 294, CJ. 1001 e 1002 - Centro (Próximo ao teatro Guaíra) Curitiba/PR